Resumo Trabalho

ANALISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE UM GRUPO DE IDOSOS COM BAIXO PESO VINCULADOS A UMA OPERADORA DE PLANOS DE SAÚDE, SÃO PAULO, CAPITAL

Autor(es): MARIA LAURA VERISSIMO TEIXEIRA, TATIANA BITTAR VAZ ALVES e orientado por MARIA ELISA GONZALEZ MANSO

Introdução: O envelhecer é um processo de desenvolvimento biológico normal, próprio da espécie, caracterizado por alterações biológicas, ambientais e socioculturais que podem ter efeitos sobre a nutrição das pessoas idosas. Objetivo: Analisar a capacidade funcional de um grupo de idosos com baixo peso vinculados a uma operadora de planos de saúde na cidade de São Paulo. Metodologia: Estudo exploratório, realizado em 2015, com idosos acima de 65 anos, moradores na cidade de São Paulo, SP, usuários de uma operadora de planos de saúde. Foram aplicados os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, Escalas de Katz e Lawton, o Teste de Timed up and go, Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage, Mini-Exame do Estado Mental e Mini-Avaliação Nutricional. Foram selecionados idosos considerados como tendo baixo peso, grupo que foi então comparado com o grupo de idosos eutróficos quanto às variáveis qualitativas sexo, estado civil, grau de escolaridade, risco de desnutrição, polifarmácia, uso de psicoativos e risco de queda; e quantitativa-idade. Resultados: Dos 361 idosos estudados, 83 apresentaram baixo peso. Este grupo de idosos apresentaram dependência para a realização de AIVD, maior risco de desnutrição, maior idade e maior uso de medicação de uso contínuo. Apesar da análise estatística não ser significativa, observou-se que, numericamente, há maior risco para quedas, maiores índices de depressão e risco para demência e maior dependência para ABVD. Conclusão: Conclui-se que fatores biológicos, econômicos e socioculturais afetam diretamente a qualidade de vida, as atividades de vida diária e nutrição dos idosos.

Veja o artigo completo: PDF