Resumo Trabalho

A UATI COMO MEIO DE INCLUSÃO SOCIAL E OTIMIZAÇÃO DO BEM-ESTAR DA PESSOA IDOSA NA CIDADE DE BRUMADO – BA

Autor(es): ANDERSON RIBEIRO DOS ANJOS, CAROLINE MALTA SANTOS ALMEIDA, STEFANI MONIQUE VASCONCELOS SILVA e orientado por SHEILA MARTA CARREGOSA ROCHA

Envelhecer é um processo natural e inerente a todos os seres vivos. De acordo com o IBGE, em 2030, a prospecção para o número de idosos corresponde a 18% (40 milhões) da população brasileira. Infelizmente, na sociedade contemporânea, o envelhecimento sofre preconceito e abandono, sendo assim, o Estado deve estar preparado para cuidar dos idosos e garantir os direitos fundamentais; essa tarefa não pode ser realizada de forma eficaz se a família e a sociedade não estiverem envolvidas. Pensando sobre isso, o presente artigo propõe investigar o seguinte: De que forma o projeto de extensão intitulado “Universidade Aberta a Terceira Idade” desenvolvido pela Universidade do Estado da Bahia pode contribuir com a inclusão social e otimização do bem-estar dos idosos residentes na cidade de Brumado – Ba? Para tanto a metodologia será quanti-qualitativa, pois primeiro há um mapeamento da quantidade de idosos que já participaram do projeto e a averiguação dos benefícios que ele proporcionou aos participantes. O método será indutivo, a técnica utilizada será o levantamento de referencial teórico e entrevista, objetivando-se investigar a origem, implantação, desenvolvimento e se houve aceitação do projeto UATI na cidade de Brumado localizada no interior da Bahia a 539,5 km da capital (Salvador). Constatou-se que a UATI é um projeto sólido, em permanente adaptação à sociedade, que possibilita aos idosos um espaço de convivência e proporciona aprendizado, amor, afeto e cuidado.

Veja o artigo completo: PDF