Resumo Trabalho

O PROCESSO DE TRABALHO DE ENFERMAGEM EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS: UMA REFLEXÃO ACERCA DA AUTONOMIA DOS IDOSOS

Autor(es): DHAYANA LOYZE DA SILVA, ÉRIKA YURIKO KINOSHITA, KARINA SILVEIRA DE ALMEIDA HAMMERSCHMIDT

Atualmente estamos vivendo uma reconfiguração do perfil demográfico da população brasileira. O número de idosos está aumentando, e com ele nota-se também uma reconfiguração das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI´s), sendo que a enfermagem passa a se tornar mais presente nesses espaços, assim discussões acerca do processo de trabalho da enfermagem nas ILPI´s e como a enfermagem pode colaborar para a estimulação ou diminuição da autonomia dos idosos são temáticas de suma importância para a saúde do idoso. O presente trabalho trata-se de um recorte de uma pesquisa realizada no ano de 2016, trazendo uma reflexão acerca de uma problematização emergida após a coleta de dados em uma ILPI do município de Florianópolis, refletindo sobre a autonomia dos idosos residentes e as altas demandas de trabalho. Participaram do estudo três enfermeiras que trabalhavam na instituição, e aplicaram o Instrumento de Avaliação de Quedas em Idosos Institucionalizados (IAQI) em 13 idosos residentes da ILPI. Como resultado duas das enfermeiras relataram que a falta de tempo para aplicação do questionário e a falta de conhecimento do idoso sobre suas questões de saúde eram empecilhos para aplicação do questionário. Ainda, foi possível refletir que o processo de trabalho da enfermagem na ILPI é composto por altas demandas e necessidade de agilidade na rotina afetando a autonomia do idoso, além disso, as consequências da queda, e falta de elo com a família do idoso institucionalizado pode trazer prejuízo direto ou indireto para autonomia do idoso.

Veja o artigo completo: PDF