Resumo Trabalho

A UNIVERSIDADE ABERTA À TERCEIRA IDADE-UATI-UNEB NO BAIXO SUL DA BAHIA: UMA EXPERIÊNCIA EXITOSA SOBRE O PAPEL DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA QUALIDADE DE VIDA DE PESSOAS IDOSAS

Autor(es): ISABEL CRISTINA NASCIMENTO GOMES, NILMA BATISTA DOS SANTOS COSTA, ZULEIDE DE JESUS CERQUEIRA

O presente trabalho tem como objetivo, relatar a experiência exitosa da implantação da Universidade Aberta à Terceira Idade – UATI, programa de extensão da Universidade do Estado da Bahia–UNEB, no Baixo Sul da Bahia, na qualidade de vida de pessoas idosas, nos municípios de Valença e Ituberá. Como percurso metodológico elegemos a abordagem qualitativa, utilizando a narrativa autobiográfica, onde podemos perceber, através dos depoimentos dos idosos, o quanto sentem-se incluídos pela oportunidade de participar de atividades intelectuais e culturais, que proporcionaram mudanças em seu estilo de vida. O trabalho visa refletir sobre as motivações e as dificuldades que os idosos enfrentam na sociedade, especificamente, na perspectiva da inclusão social e da escolarização. A presença dos monitores, alunos da graduação dos cursos de direito e pedagogia, do Departamento de Educação, Campus XV-UNEB, Valença-Bahia, na mediação entre instrutores, em maioria voluntários, e os idosos, é de fundamental importância para o fortalecimento do vínculo afetivo estabelecido. Há uma via de mão dupla, onde os alunos, também se desenvolvem e participam do Grupo de Pesquisa: Direitos Humanos, Envelhecimento e Violências; contribuindo significativamente para sua formação acadêmica. Ficou evidenciado nas falas dos idosos que a sua participação na UATI, nas atividades realizadas nas oficinas nos eixos; teórico, de informática, vivências corporais e artes manuais, considerando seus aspectos biopsicossociais e culturais; os motiva e resgata o prazer de aprender através de trocas de experiências, favorecendo seu desenvolvimento e a vontade de viver plenamente a terceira idade.

Veja o artigo completo: PDF