Resumo Trabalho

A EMANCIPAÇÃO FEMININA NA PÓS-MODERNIDADE E OS RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS

Autor(es): TALINA BANDEIRA TAVARES DA NÓBREGA, LANNA JENNIFER ELIAS PEREIRA, ESLY NASCIMENTO DE MEDEIROS, FLÁVIO LÚCIO ALMEIDA LIMA e orientado por LUÍS AUGUSTO DE CARVALHO MENDES

Na pós-modernidade o desejo feminino modificou-se, isso se dá em grande parte pela vontade feminina de ser reconhecida não somente em seu âmbito familiar, mas também em sua profissão, nas relações afetivas e no convívio social. Percebe-se então um novo formato de configuração social, decorrente de embates sociais promovidos por vertentes feministas que lutam pela liberdade existencial igualitária de ambos os gêneros. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo discutir como o processo de emancipação feminina influencia os relacionamentos interpessoais na pós-modernidade. Partindo dessa compreensão, para a realização desse estudo foi realizado um levantamento bibliográfico, de caráter exploratório. Foram utilizados livros e artigos acerca do tema a partir do banco de dados dos Periódicos Capes, Biblioteca de Teses e Dissertações do IBICT e no Google Acadêmico. Constatou-se então que na pós-modernidade o gênero feminino possui novos objetivos mais pautados em sua profissão e nos direitos de decidir sobre seu corpo. O movimento feminista traz grandes contribuições no que se refere ao empoderamento feminino, tendo em vista que coloca em questão as desigualdades de gênero, tanto no campo social, quanto no subjetivo. Sendo assim, as mulheres permitem-se a vivenciar novas experiências afetivas e vem se tornando cada vez mais autônomas nos poderes de decisão nos diferentes contextos sociais, contribuindo para uma construção política e transformadora.

Veja o artigo completo: PDF