Resumo Trabalho

SENSIBILIDADES DE GÊNERO: NARRATIVAS SOBRE A MORTE E OS MORTOS

Autor(es): CÍCERO JOAQUIM DOS SANTOS, RAFAEL GONÇALVES DE ARAÚJO, ANTONIO CARLOS DIAS DE OLIVEIRA, TEÓFILO SILVA PRIMO CORREIA e orientado por ZULEIDE FERNANDES DE QUEIROZ

Este trabalho apresenta reflexões relacionadas as narrativas orais sobre a presença dos mortos no mundo terreno, bem como seus trânsitos no além cristão, e suas conexões com questões de gênero na região do Cariri, sul do estado do Ceará. O estudo problematiza sensibilidades de gênero na contemporaneidade. Desse modo, ele tem como objetivos: analisar as masculinidades e feminilidades presentes nas memórias sobre a morte e os mortos; compreender as mudanças e continuidades relacionadas às crenças sobre o além-mundo; deslindar as relações entre gênero, idade e classe social nas narrativas sobre os mortos; perscrutar as sensibilidades de homens e mulheres nas memórias sobre seus familiares mortos e seus destinos no além cristão. Dialogando com os conceitos memória e sensibilidade, a pesquisa faz uso da história oral, tomando-a como a arte da escuta e das relações. Assim, ela analisa entrevistas orais produzidas com idosos católicos, integrantes e ex-integrantes de irmandades religiosas leigas, residentes nos espaços urbanos e rurais da região do Cariri. Além disso, ela analisa fontes escritas, tomando-as como documentos complementares. Como primeiros resultados, o estudo historiciza papeis sociais de gênero, moralidades e referências às masculinidades e feminilidades.

Veja o artigo completo: PDF