Resumo Trabalho

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO BALDE DE BIOFILTRO

Autor(es): GIOTTO TAKAYUKI WATANABE LEITE, FRANCISCO FECHINE BORGES, FERNANDA GLÁUCIA DA COSTA LEITE

A água considerada potável deve estar em conformidade com o padrão microbiológico segundo a portaria do Ministério da Saúde n° 2.914, de 2011, da ANVISA. O biofiltro de areia elimina a maioria dos patógenos da água contaminada. Com base nisso, foi desenvolvido um balde biofiltro de areia em tamanho reduzido com a finalidade de facilitar seu uso para áreas que possuem pouca disponibilidade de água potável. O objetivo desse trabalho foi avaliar a eficiência do balde biofiltro montado com material de baixo custo. Foram analisadas amostras de água retiradas do rio Cabelo, em João Pessoa. Três amostras de água passaram por filtros contendo areia, brita grossa e brita fina (baldes 1, 2 e 3). No balde 4 foi acrescentado carvão vegetal e no balde 5, adicionou-se carvão ativado. A análise dos resultados provou que o balde biofiltro foi capaz de remover grande quantidade das bactérias presentes na água (cerca de 98%). A adição de carvão vegetal e carvão ativado melhorou a cor aparente da água, no entanto ocorreu um aumento de 230% na condutividade elétrica com carvão vegetal e 167% com carvão ativado. A Alcalinidade de Bicarbonatos e a dureza total também foram alteradas pela introdução do carvão. Mesmo assim pode-se concluir que a adição do carvão ativado apresentou uma melhor eficácia com relação à melhoria da qualidade da água do rio, mesmo não estando conforme aos padrões da OMS.

Veja o artigo completo: PDF