Resumo Trabalho

O USO DA LUDICIDADE COMO ESTRATÉGIA PARA O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE UM ALUNO COM SÍNDROME DE DOWN E DISCENTES NEUROTÍPICOS

Autor(es): LUCAS OLIVEIRA DO ROSÁRIO, FERNANDA RODRIGUES DE LIMA, DAVI VIEIRA CORREIA e orientado por ALESSANDRA MARCONE TAVARES ALVES DE FIGUEIRÊDO

A Síndrome de Down (SD) é uma condição humana geneticamente determinada, por uma alteração genética natural, decorrente da presença de um cromossomo 21 extra nas células do embrião. A presença desse cromossomo acarreta no desenvolvimento intelectual um retardo leve ou moderado, devido à presença de lesões no sistema nervoso. Para suprir as particularidades educacionais de um indivíduo que apresenta SD, deve-se elaborar um currículo flexível e adaptado, com atividades que explorem a memória visual e as vivências e, ainda, deve-se fazer uso de uma metodologia repetitiva, curta e objetiva, e que se faça uso de materiais concretos. Assim sendo, o lúdico apresenta-se como subsídio didático estratégico, pois tem se mostrado muito eficaz na construção do conhecimento para várias faixas etárias e espectros cognitivos. Destarte, a presente pesquisa tem o intuito de desenvolver um material lúdico que trabalhe com as potencialidades do aluno SD e dos neurotípicos, oportunizando um ensino com uma aprendizagem prazerosa, num ambiente inclusivo e de interação entre esses discentes. A metodologia foi desenvolvida sob uma perspectiva participante, quantitativa e qualitativa. Os resultados mostraram que houve um impacto positivo na aprendizagem de todos os alunos. Verificou-se que a ferramenta didática empregada possibilitou aos mesmos uma melhor compreensão do conteúdo abordado, resultando no compartilhamento de saberes entre discentes neurotípicos e o aluno SD.

Veja o artigo completo: PDF