Resumo Trabalho

A AUTORREGULAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA: UM ESTADO DA QUESTÃO

Autor(es): PAULO GONÇALO FARIAS GONÇALVES e orientado por ISAURO BELTRÁN NÚÑEZ

Com o aumento das pesquisas na área de Ensino de Ciências e Matemática no Brasil, estudos que visam inventariar e discutir o que foi já produzido sobre temas específicos são fundamentais para que pesquisadores tenham maior facilidade de acesso aos avanços e lacunas do campo em que atuam. Diante disso, esta pesquisa tem como objetivo elaborar um Estado da Questão do tema “autorregulação da aprendizagem em matemática” a partir de repositórios digitais brasileiros. Empreendendo um levantamento em três repositórios de artigos, dissertações e teses, obtivemos 19 trabalhos sobre o tema, que foram discutidos em função: da recorrência ao longo dos anos, dos fundamentos teóricos e dos níveis de ensino. Verificamos que não há uma continuidade nem crescimento das pesquisas sobre o tema no país. Além disso, tem ocorrido a adoção tanto de modelos teóricos específicos da autorregulação da aprendizagem quanto de teorias que discutem essa habilidade de maneira indireta. Acerca dos níveis de ensino, a distribuição dos trabalhos entre Educação Básica e Ensino Superior contribui para diversificar e enriquecer o debate sobre o tema. Portanto, é fundamental que novas investigações sobre a autorregulação da aprendizagem em matemática sejam empreendidas no país, de modo a contribuir com a proposição de propostas para a formação de aprendizes autônomos.

Veja o artigo completo: PDF