Resumo Trabalho

ANÁLISE DA PRESENÇA DO BIM NOS CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL DA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL

Autor(es): CAIO CÉSAR CARNEIRO SILVA e orientado por MACEL WALLACE QUEIROZ FERNANDES

BIM, Modelagem da Informação da Construção, representa uma metodologia integradora cujo objetivo é aperfeiçoar a visualização holística do projeto. Através de ferramentas computacionais e mecanismos colaborativos de informações, o BIM reduz o custo total, correções de projeto e tempo de execução de obras da construção civil. Apesar de seu crescente uso pelo mercado, as Instituições de Ensino Superior que ofertam o curso de Engenharia Civil apresentam estruturas curriculares defasadas, não englobando de forma prática e efetiva o ensino e a disseminação do BIM nas suas matrizes curriculares. Além do BIM, seus componentes curriculares não propiciam ao aluno o entendimento de integração entre os conceitos advindos das diversas disciplinas abordadas pelos docentes durante sua formação acadêmica. Assim, os profissionais atuantes, principalmente, nas áreas de Gestão e Planejamento de Projetos, chegam ao mercado com dificuldades para colocarem em prática o conteúdo visto na universidade, demandando do profissional tempo de adaptação à realidade mercadológica que, muitas vezes, não é levado em consideração pelas empresas contratantes. Portanto, esta pesquisa tem como objetivo principal propor estudos integradores para estruturas curriculares das graduações em Engenharia Civil. Estes estudos, formatados para disciplinas da graduação, auxiliarão na formação do discente, integrando diferentes campos de conhecimento do curso de forma prática. Além disso, possibilitarão a disseminação do ensino do BIM em nível acadêmico. Os resultados mostraram que é possível, através de planejamento crítico dos conselhos de curso, uma atualização das matrizes curriculares, sem que haja perda de conteúdo já abordado, propiciando ao discente maior capacitação acadêmica e profissional.

Veja o artigo completo: PDF