Resumo Trabalho

ESTUDO DE CARACTERIZAÇÃO DO TRÁFEGO NO TRECHO DA BR-405 SITUADO NA CIDADE DE PAU DOS FERROS/RN

Autor(es): SÁVIO FELIPE PEREIRA BARBOSA , LEOGILTON FONTES DE QUEIROZ FILHO e orientado por MARÍLIA CAVALCANTI SANTIAGO

O transporte rodoviário é um meio de transporte terrestre com a finalidade de deslocar pessoas e produtos de um ponto a outro, e como o próprio nome sugere, é feito por meio das rodovias, estradas asfaltadas ou não. É realizado por meio de transportes coletivos como ônibus e vans, veículos de passeio, motocicletas e caminhões. No Brasil, esse modal é responsável por mais de noventa por cento da movimentação de passageiros e mais de cinquenta por cento do transporte de cargas. Com o passar dos anos, notou-se uma considerável expansão das cidades ao longo dos trechos das rodovias, e a passagem pelo meio urbano tem provocado significativas mudanças na mobilidade das cidades. Diante desse entendimento, este trabalho tem como objetivo caracterizar o fluxo de transporte rodoviário ao longo do trecho da BR-405, importante rodovia de ligação que tem sua rota definida de Mossoró/RN à Cajazeiras/PB e além disso serve de rota alternativa para a BR-116, que está inserido no perímetro urbano da cidade de Pau dos Ferros/RN. Este estudo corresponde a etapa inicial do estudo do fluxo de veículos de carga pesada que objetiva analisar o impacto provocado por estes veículos de grande porte que transitam diariamente pelo campo de estudo citado. Para a realização da contagem volumétrica foram identificadas todas as entradas da cidade e estas investigadas em intervalos de tempo pré-estabelecidos, de forma a classificar os tipos de transportes que entravam na cidade. Todos os dados coletados foram tabulados e dispostos graficamente. Os resultados obtidos apresentaram um fluxo dinâmico, ou seja, com presença significativa de motocicletas até caminhões de grande porte e assim permitiu uma maior compreensão a cerca da pesquisa ora desenvolvida. Os resultados esperados para esta etapa inicial da pesquisa foram satisfatórios. Vale destacar que pelo fato dos pontos de observação, coleta de dados, estarem inseridos dentro do perímetro urbano, o número de motocicletas e veículos de passeio contabilizados podem ter sofrido influência da circulação rotineira que acontece internamente na cidade, ou seja, a própria dinâmica urbana local.

Veja o artigo completo: PDF