Resumo Trabalho

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO BRASILEIRAS: TIPOS DE USO E MANEJO

Autor(es): THALIS LEANDRO BEZERRA DE LIMA e orientado por VERA LÚCIA ANTUNES DE LIMA

A instalação de unidades de conservação é uma estratégia de conservação que procura preservar a diversidade e a interação entre as formas de vida presente na natureza, onde o próprio desenvolvimento territorial possui suas próprias características relativas aos fatores ambientais como clima, limites, extrativismo e ocupação. Nesse contexto, a presente pesquisa foi realizada objetivando-se avaliar o uso e manejo de unidade de conservação de áreas protegidas. Informações obtidas no banco de dados dos Indicadores de Desenvolvimento Sustentável (IDS) edição 2017, na área de biodiversidade, analisando o número e a área das unidades de conservação brasileira, por nível de governo responsável, tipo de uso e categoria de manejo no ano de 2013 a 2016, disponível pelo sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA, com auxílio do Excel para geração de gráficos. O aumento das Unidades de Conservação (UC’s) são notáveis no decorrer dos anos, conforme Figura 1, a constatação de que o tipo de uso e manejo mais comum é o uso sustentável, com acréscimo de 13,8% em 3 anos. Também, nas instâncias federais e estaduais são evidenciadas quantidades significativas do uso sustentável de UC’s, além de possuir maior difusão e aplicabilidade.

Veja o artigo completo: PDF