Resumo Trabalho

COMPARAÇÃO ENTRE A ANÁLISE DE ESTABILIDADE DE TALUDES POR MÉTODO DETERMINÍSTICO E PROBABILÍSTICO

Autor(es): EDUARDO ANTONIO GUIMARÃES TENÓRIO, JEFFERSON HONÓRIO GOMES DA SILVA, PAULO ROBERTO BARRETO TORRES, WESLEY RODRIGUES DE MENEZES e orientado por CARINA SILVANI

Resumo: Os movimentos de massa são eventos nos quais uma quantidade de solo desloca-se de um talude. Esse fenômeno ocorre devido ao estado de tensões ao qual o maciço está sujeito que pode variar conforme o uso do maciço, características do solo e condições ambientais. A depender dos carregamentos, parâmetros do solo talude pode ser entendido como estável ou instável. Para mensurar a estabilidade de um talude recorre-se ao fator de segurança (FS). Este parâmetro relaciona as forças, estabilizadoras e desestabilizadoras atuantes em um talude, e permite mensurar o quão estável é o maciço. Os métodos usuais de estabilidade de talude adotam uma abordagem determinística, estes assumem valores constantes para os parâmetros do solo, carregamentos e pressões. A hipótese de constância nos parâmetros do solo é questionável devido a heterogeneidade deste material e no caso de taludes naturais a própria variabilidade do processo de formação. Visando considerar a variabilidade do solo na análise de estabilidade de taludes os métodos probabilísticos aplicam os princípios da estatística e probabilística ao modelo de cálculo. Desta forma, este trabalho visa comparar o emprego do método determinístico e probabilístico na análise de estabilidade de taludes. Para este estudo foi realizado a análise probabilística pelo método das estimativas pontuais e determinística pelo método de Fellenius de um talude natural localizado na cidade de Maceió -AL. Observou-se que ambos os métodos indicaram a ruptura do talude, contudo a maior quantidade de informação fornecida pelo método probabilístico permitiu melhor análise de risco da situação.

Veja o artigo completo: PDF