Resumo Trabalho

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM: O QUE PENSAM OS PROFESSORES DE QUÍMICA

Autor(es): CARLA DELANIA MONTEIRO CAVALCANTI, TAÍS MACHADO DA SILVA, MARIA BETANIA HERMENEGILDO DOS SANTOS, ELIZABETH ALMEIDA LAFAYETTE e orientado por ELIZABETH ALMEIDA LAFAYETTE

No ensino de Química, o desinteresse e a falta de motivação dos discentes são uma das principais dificuldades que necessitam ser superadas. Este problema está relacionado a muitos fatores e dentre eles podemos citar o método de transmissão e recepção de conteúdos que promove um ensino desvinculado da realidade dos alunos. Nesse contexto, a utilização das sequências didáticas pode contribuir de forma satisfatória para facilitar a aquisição de novos conhecimentos e proporcionar uma aprendizagem significativa. Ante o exposto, este trabalho teve por objetivo analisar a percepção dos docentes sobre a utilização de sequências didáticas no processo ensino-aprendizagem de química. A pesquisa foi realizada em uma escola pública da cidade de Areia (PB) e teve como público-alvo os professores que ministram a disciplina de química na escola supracitada. Quanto à abordagem, esta pesquisa atende aos requisitos tanto quantitativos como qualitativos. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário. Baseado nos resultados obtidos conclui-se que apesar das sequências didáticas serem uma importante estratégia para facilitar o processo de ensino e aprendizagem e proporcionar uma aprendizagem significativa, ainda é pouco utilizado pelos professores de Química.

Veja o artigo completo: PDF