Resumo Trabalho

USO DA BORRACHA DO PNEU INSERVÍVEL E O PÓ DE PEDRA EM SUBSTITUIÇÃO DOS AGREGADOS DE USO CONVENCIONAL NA CONFECÇÃO DE UM CONCRETO PARA FINS ESTRUTURAIS

Autor(es): JOSÉ ANSELMO DA SILVA NETO, IRENILDO FIRME DO NASCIMENTO, JULIO CEZAR DA SILVA, MARCOS SEVERINO DE LIMA e orientado por MARCOS SEVERINO DE LIMA

De todos os segmentos da Construção Civil, o que mais vêm desenvolvendo e tendo uma maior abrangência é a questão da sustentabilidade, na correspondência de enfrentar os problemas ambientais, resultados das atividades humanas que lhes dão origem. Foram moldados 6 corpos-de-prova (CPs) cilíndricos de dimensões 100mm de diâmetro e 200mm de altura para cada tipo de concreto produzido. Foi tomado um traço como base (1:1,95: 2,11:0,48) e fazendo a substituição parcialmente desses agregados de uso convencional pelo não-convencional com (10%, 15%, 20%, 30%, 40%, 50%), fazendo o rompimento com 7, 14 e 28 dias para se obter uma maior controle tecnológico e fiscalização na confecção dos mesmos. Chegou-se à conclusão, que a medida em que foi aumentando o uso de agregado de uso não convencional, minha resistência foi diminuído, chegando-se a conclusão que poderá ser o utilizado até o traço T15 torna-se viável a sua utilização para fins estruturais nas edificações. Vale lembrar que na confecção do concreto não foi utilizado nenhum tipo de aditivo, pois se sabe que na medida que coloco aditivo diminuo o fator de a/c, e, consequentemente a resistência aumenta. Portanto essa pesquisa científica, busca viabilizar a utilização do pó de pedra e borracha de pneu na produção de concreto para fins estruturais. Isto possibilita uma redução no custo do concreto produzido, principalmente no impacto ambiental decorrente da deposição dos agregados alternativos na natureza. Esse trabalho foca na importância do desenvolvimento de um concreto resistente e que atenda as normas em vigor para fins estruturais.

Veja o artigo completo: PDF