Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA EPIDEMIOLOGIA NA FORMAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA

Autor(es): JÉSSICA PEREIRA DA SILVA , ROBSON PRAZERES DE LEMOS SEGUNDO, ANA LUIZA SOUZA MATOS e orientado por ALYNE DA SILVA PORTELA

O estudo epidemiológico está relacionado à produção do conhecimento, para tomada de decisões relacionadas à formulação de políticas de saúde, à organização do sistema de saúde e às intervenções destinadas a dar solução a problemas específicos. O trabalho objetiva evidenciar a importância do uso da epidemiologia na formação médica dentro da realidade brasileira. O levantamento bibliográfico foi realizado por meio de consultas nas bases de dados do Scielo e pubMed, apresentando uma abordagem qualitativa e descritiva. O ensino da epidemiologia passou a incluir, além de instrumentos e métodos tradicionalmente utilizados pela disciplina, o estudo das ciências sociais e seus métodos de investigação. Artigos publicados mostram uma profusão de técnicas de análise de dados em contraste com pequena ou nula elaboração de hipóteses e discussões incipientes. A epidemiologia social, necessária na formação acadêmica dos médicos, passa a focar no contexto social em que os fatores de risco ocorrem, visando adquirir uma visão panorâmica sobre o ensino da epidemiologia no Brasil, fazendo crescer, nos últimos anos, o número de pesquisadores e docentes formados no exterior. Esse fato tem consequências positivas, refletindo no aumento da produção científica e na possibilidade de expansão dos programas de pós-graduação. A epidemiologia vem expandindo o seu campo de atuação, sendo reconhecida como um setor do conhecimento, permitindo o planejamento e criação de programas de promoção e prevenção à saúde, fazendo parte da construção das novas bases conceituais e metodológicas, permitindo o desenvolvimento de conhecimentos e novas possibilidades de prevenção dos eventos mórbidos, amenizando os sofrimentos humanos.

Veja o artigo completo: PDF