Resumo Trabalho

REMOÇÃO DE NITROGÊNIO AMONIACAL TOTAL EM LIXIVIADO UTILIZANDO UMA LAGOA DE EVAPORAÇÃO NATURAL

Autor(es): VITÓRIA RÉGIA ARAÚJO RIBEIRO, DIVA GUEDES DE ARAÚJO NETA , WLYSSES WAGNER MEDEIROS LINS COSTA, NAIARA ANGELO GOMES e orientado por VERUSCHKA ESCARIÃO DESSOLES MONTEIRO

O lixiviado é um subproduto líquido gerado pela biodegradação dos resíduos gerados em aterros sanitários. Este subproduto tem como característica ser tóxico ao meio ambiente. Entre os contaminantes presentes neste líquido, destaca-se a presença do Nitrogênio Amoniacal Total (NAT) que é dos mais preocupantes do ponto de vista ambiental e de saúde pública. Por isto, é de fundamental importância dar ao lixiviado o tratamento adequado, para que assim, sejam reduzidas as concentrações de NAT e, consequentemente, sejam minimizados os impactos causados no solo, corpos hídricos e na saúde da população. Nesta pesquisa foi realizada a avaliação da eficiência da remoção de NAT em uma lagoa de evaporação natural. Ao longo de um período de tempo obteve-se uma variação de eficiência de 35 a 70% da lagoa estudada, mas as concentrações obtidas não estiveram de acordo com a Resolução CONAMA nº 430/2011, que estabelece padrões para lançamento de efluentes, traz como Valor Máximo Permitido a concentração de 20 mgN.L-1 , significando que mesmo após o tratamento, o lixiviado da lagoa de tratamento de lixiado ainda está em desacordo com a Resolução e não poderá ser lançado em corpos hídricos.

Veja o artigo completo: PDF