Resumo Trabalho

PROSPECÇÃO SOBRE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO EM CULTURAS DE BATATA-DOCE E SORGO

Autor(es): ELIZABETH LORENA RAMOS CABRAL, ANA CAROLINE SANTOS DE SOUSA, THIAGO DE OLIVEIRA MENDES, ANTONIO FELIPE DOS SANTOS ALMEIDA e orientado por MARIANO OSCAR ANÍBAL IBAÑEZ ROJAS

A batata-doce Ipomoea Batata (L.) Lam, é uma cultura cultivada em todo o mundo, destacando-se pelas suas características, que inclui a alta tolerância a seca, o fácil cultivo, a ampla adaptação às mudanças climáticas, as qualidades nutricionais e sua rusticidade. O Sorgo (Sorghum bicolor l) é uma das espécies forrageiras mais versáteis e eficientes na produção de alimentares. Destaca-se pela alta produção de biomassa, resistência a doenças, facilidade de cultivo e pela grande tolerância ao déficit hídrico. Pesquisas referentes a essas culturas são poucas realizadas, principalmente no que diz respeito ao requisito hídrico. Em vista disso, este presente trabalho tem por objetivo analisar as formas de irrigação por lâminas em cultivares de batata-doce e sorgo. As cultivares de batata-doce utilizada foram “Amanda e Duda”, o delineamento experimental foi de blocos casualizados formado de cultivares e quatro lâminas de irrigação: 50, 75, 100 e 125%, no esquema fatorial 2x4 com quatro repetições. A lâmina líquida de irrigação foi calculada por meio de um balanço hídrico no qual determinou-se a demanda hídrica da batata-doce utilizando coeficientes de ajuste em relação à evapotranspiração de referência(ETo). No experimento do sorgo, o delineamento experimental foi no esquema fatorial de 5x5, de parcelas subdivididas com cinco repetições, com lâminas equivalentes a 50, 75, 100, 125 e 150%. A irrigação foi executada diariamente, e as lâminas aplicadas e calculadas com base no evapotranspiração de cultura (ETc). Buscou avaliar altura de planta, diâmetro do caule, comprimento da panícula e diâmetro da variante da panícula. A cultivar Duda mostrou-se mais eficiente na utilização da água, apresentando maior rendimento de matéria seca em relação a cultivar Amanda, com um pequeno aumento na lâmina de irrigação. Constatou-se que as plantas de sorgo apresentaram maior desenvolvimento na disponibilidade hídrica de 60% da capacidade de campo, além de que, houve um aumento na altura da planta. O comprimento da panícula e a altura da planta aumentaram linearmente com o incremento das lâminas, alcançando os maiores valores com a maior lâmina aplicada. Pode-se observar que ambas as cultivares tiveram resultados satisfatórios em relação as lâminas de irrigação.

Veja o artigo completo: PDF