Resumo Trabalho

REMEDIAÇÃO DO ÍON COBRE POR CARVÃO VEGETAL ATIVADO EM ÁGUAS RESIDUAIS

Autor(es): YARGO LUCIO GENTIL, LUIZ FERNANDO OLIVEIRA COELHO, AIRTON GONÇALVES DE OLIVEIRA, LÍLIAN DE QUEIROZ FIRMINO e orientado por ANDRÉA MARIA BRANDÃO MENDES DE OLIVEIRA

Considerada como uma alternativa tecnológica de alto potencial e de baixo custo, a adsorção utilizando carvão ativado no tratamento de águas residuais contribui de forma significante para a preservação dos corpos hídricos receptores desses efluentes, para o desenvolvimento tecnológico do País, assim como favorece o seguimento às normas vigentes. Dessa forma, este trabalho visa investigar a aplicação da madeira da Algaroba como material adsorvente para a utilização em tecnologias, visando à remediação do cobre em águas residuárias. Vale a pena salientar que essa proposta de aplicação da algaroba em adsorção para este fim é inovadora. Para isto avaliou-se a cinética do processo de adsorção através dos modelos de Pseudo 1ª ordem e Pseudo 2ª ordem a partir da isoterma de tempo e construído uma visão gráfica para a taxa de remoção do íon por biomassa para uma maior avaliação da viabilidade científica. Para a determinação da concentração residual do íon metálico, que corresponde à concentração do soluto em equilíbrio, utilizou-se um espectrofotômetro UV/VIS. Quanto à capacidade de adsorção do biossorvente, foi determinada com base na diferença de concentração do íon metálico. Por fim, concluiu-se que esse material apresenta um potencial como adsorvente.

Veja o artigo completo: PDF