Resumo Trabalho

UTILIZAÇÃO DA FARINHA DA CASCA DE LARANJA COMO BIOADSORVENTE EM EFLUENTES TÊXTEIS

Autor(es): ELIBE SILVA SOUZA NEGREIROS, EWELLYN SILVA SOUZA e orientado por MARCELLO MAIA DE ALMEIDA

A deficiência de tratamentos em resíduos sólidos e efluentes é cada vez mais danosa ao meio ambiente. Estudou-se a cinética de adsorção de efluentes têxteis simulados por corantes em um bioadsorvente, a farinha da casca de laranja. O adsorvente foi obtido através da secagem das cascas de laranja em estufa com circulação de ar, utilizando um planejamento fatorial 2² com duas repetições no ponto central, as variáveis definidas foram temperatura/massa e a variável reposta a percentagem de remoção de corante. Os ensaios cinéticos de adsorção foram realizados em banho finito utilizando a biomassa e uma solução de corante reativo comercial Tupy 16 bordô. O modelo para a cinética de adsorção mais adequado foi o pseudo-segunda, apresentando coeficientes de determinação de 0,98 e o estudou mostrou uma eficiência de remoção de 59,7% do corante. A farinha da casca de laranja obtida, a partir dos processos estudados, mostrou-se um promissor e eficiente adsorvente.

Veja o artigo completo: PDF