Resumo Trabalho

ANÁLISE MODAL DAS FREQUÊNCIAS NATURAIS DE VIBRAÇÃO DE UMA VIGA DE ALUMÍNIO ENGASTADA-LIVRE

Autor(es): BRENNER DORNELES MEDEIROS DE MORAES, ALVARO BARBOSA DA ROCHA, ANDRÉ RIBEIRO DE OLIVEIRA e orientado por ANTÔNIO ALMEIDA SILVA

O fenômeno de vibração mecânica pode ter efeitos benéficos e nocivos às estruturas ou ser humano. O efeito é mais perceptível quando a frequência de excitação externa iguala-se às frequências naturais do sistema. Sendo assim, os estudos visam atenuar estes efeitos vibratórios. De acordo com as necessidades encontradas surgiram algumas técnicas de controle de vibração, dentre elas os Absorvedores dinâmicos de vibração (ADV’s) passivos e ativos, os primeiros possuem uma grande capacidade de dissipação de energia mecânica, embora atuem em frequências naturais específicas. O presente trabalho limitou-se a utilizar como elemento passivo molas de aço, assim, sendo analisadas três condições: viga cantilever, adição de molas de aço e fio barbante ao sistema e adição de molas de aço e fio aço inox ao sistema. Para a primeira condição foram realizadas análises numéricas (via Matlab), computacional (via Ansys) e experimental, enquanto que nas demais condições foram realizadas apenas análises experimentais, onde todas visavam descobrir as frequências naturais e modos de vibrar de uma viga de alumínio para a condição engastada-livre. Para a primeira condição analisada o erro entre as análises computacionais e a experimental foi de 8%, aproximadamente. A implementação de elementos à estrutura acarretou no incremento de rigidez de 75,36% e 154,22%, para a segunda e terceira condição, respectivamente.

Veja o artigo completo: PDF