Resumo Trabalho

UM OLHAR GEOGRÁFICO SOBRE AS POLÍTICAS DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE: POSSIBILIDADES TEÓRICO-METODOLÓGICAS

Autor(es): MARTHA PRISCILA BEZERRA PEREIRA

A Política das Práticas Integrativas e Complementares em saúde tem seu início em 2006 no Brasil, porém o entendimento deste fenômeno pode ser entendido quando se faz um resgate histórico dos acontecimentos que possibilitaram este evento no século XXI. Desta forma, este trabalho tem como objetivo fornecer um entendimento geográfico ao fenômeno da implantação das práticas integrativas e complementares no Brasil. Para atingir esse objetivo foram utilizadas as seguintes técnicas de pesquisa: a) pesquisa em referências; b) caderneta de campo e; c) pesquisa documental. Como principais resultados tem-se a possibilidade de entendimento deste fenômeno a partir de um jogo escalar de ações que inclui a apropriação de ideias existentes, aproveitamento de experiências locais exitosas, normatização do território e a formação de territórios-rede.

Veja o artigo completo: PDF