Resumo Trabalho

ESTUDO DO COMPORTAMENTO MECÂNICO DA SOLDAGEM ROBOTIZADA DE AÇO ARBL.

Autor(es): FELLIPE BRUNO BARBOSA BANDEIRA, JONAS FERNANDO DE SOUZA FERNANDES, THIAGO RODRIGUES DE SALES, EPITÁCIO BRONZEADO NETO

A classe dos aços de alta resistência e baixa liga (ARBL) possui grande aplicação na construção de tubulações para o transporte de petróleo e gás natural, graças ao bom equilíbrio da resistência mecânica e tenacidade. Estas propriedades mecânicas são alcançadas por meio de tratamentos termomecânicos e adições de elementos microligantes (Nb, V, T) em detrimento ao aumento do percentual de carbono. Contudo, a soldagem empregada na montagem dos tubos em campo normalmente esta relacionada a degradações das propriedades mecânicas do aço na região soldada. A utilização de processos automatizados de soldagem é uma alternativa para permitir maior controle dos parâmetros de soldagem e a manutenção das propriedades mecânicas originais do aço. De maneira a contribuir com estudos sobre os processos de soldagem no aço API 5L X80, foi avaliado neste trabalho o comportamento mecânico de juntas soldadas pelo processo FCAW-G automatizado e pelo processo de soldagem manual por eletrodo revestido (SMAW). As chapas foram soldadas na posição plana, onde destas foram usinados corpos de provas para a caracterização mecânica do estudo através do ensaio de tração. Durante estes ensaios, os corpos de provas que apresentavam descontinuidades na solda sofreram intensa redução na tenacidade e rompimento na região de metal de solda. Além disso, os corpos de provas que apresentaram a fratura fora da região do metal de solda, mostraram um aspecto ovalizado, indicando um comportamento anisotrópico do aço.

Veja o artigo completo: PDF