Resumo Trabalho

PARADIGMAS NO ENSINO DE CONCEITOS GENÉTICOS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: O CASO DO GENE MC1R NOS RUIVOS.

Autor(es): AMANDA GEOVANA PEREIRA DE ARAÚJO, MYKAELLA JOYCE SILVA DE ARAÚJO, MARIA DAS GRAÇAS MORAIS DE MEDEIROS, CARLIANE REBECA COELHO DA SILVA e orientado por IGOR LUIZ VIEIRA DE LIMA SANTOS

A genética é uma ciência bastante complexa e muitas vezes tratada como ciência básica pelos mais diversos cursos superiores Brasil afora. Embora básica, no sentido mais restrito da palavra, devendo fazer parte da grade curricular inicial de todo curso da área de saúde, ela é uma ciência de entendimento bastante complexo e de aplicabilidade extrema. Praticamente em todos os ramos da vida moderna existe a engenharia genética envolvida medicamentos, combustíveis, alimentos, tratamentos médicos, exames, ciência forense entre tantos outros inumeráveis. É nesse contexto de importância que se faz necessário o entendimento com profundidade e rigor de certas características genéticas que muitas vezes são confundidas por professores treinados e estudantes ensinados erroneamente sobre determinado tema. Um deles é a notória confusão relacionada com heranças para características quantitativas não mendelianas como, por exemplo, as colorações de determinadas características humanas ou não. Isto é um problema para a qualidade do sistema público de ensino superior e para a sociedade de modo geral promovendo a difusão errada de conhecimento. Sendo assim este trabalho pauta-se na responsabilidade com o ensino público de qualidade. Procurando desmistificar certos conhecimentos assimilados com imperícia pela maior parte dos discentes que chega ao ensino superior na área de saúde. Promover a mudança do conhecimento limitado sobre certos temas essenciais e muitas vezes mantidos mesmo após a conclusão do seu curso. Objetiva-se esclarecer de modo geral e pontual sobre o gene MC1R certos paradigmas de aprendizado no ensino superior tendo como base a herança dos cabelos ruivos, fazendo com que o aluno perceba que a genética além de importante pode ser bastante esclarecedora das dúvidas cotidianas. Isto propiciará a formação de opinião e a difusão de conhecimento de modo mais efetivo e correto, visto que as universidades são o berço da ciência brasileira. Foi utilizada a metodologia sistemática de estudo exploratório qualitativo por meio de uma pesquisa bibliográfica e aplicada em diversas bases de dados tanto de sequências de DNA quanto de literatura recomendada. Foram pesquisados termos chaves como “redhair” e “recessive heritage” nos bancos de dados Pubmed e Web of Science. Concluiu-se com o presente estudo que por muitas vezes os discentes são informados de modo simplório nos seus cursos do ensino médio e até mesmo universitário a respeito de como a herança genética é transmitida. É importante conhecer as bases genéticas moleculares para que seja possível extrair as informações corretas a respeito do funcionamento de determinado gene. Como tudo na genética, muitas vezes o seu grau de conhecimento a respeito de determinado tema dependerá do nível investigativo no qual a análise será realizada.

Veja o artigo completo: PDF