Resumo Trabalho

DISCUTINDO AS POTENCIALIDADES ENERGÉTICAS NA CAATINGA COM ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autor(es): MARIA IARA DE MENESES MOTA, FRANCISCA DAS CHAGAS AZEVEDO SOUSA e orientado por NILSON DE SOUSA CARDOSO E JAQUELINE RABELO DE LIMA

A região de vegetação de caatinga muitas vezes é reconhecida como uma região pobre e com poucas potencialidades. Essa mítica, em muitos casos, se propaga em função da ausência de ações educacionais formais ou mesmo atividades extracurriculares que abordem a temática. Nesse contexto o presente trabalho tem como objetivo apresentar um relato de experiência da implementação de um material didático que versa sobre as potencialidades energéticas na Caatinga. O trabalho executado é caracterizado como descritivo, com abordagem qualitativa, onde optou-se pelo relato de experiência para descrever as reflexões e contribuições extraídas da ação. As atividades foram realizadas pelo grupo de pesquisa Novos Talentos da Faculdade de Educação de Crateús – FAEC, Universidade Estadual do Ceará – UECE com alunos do 9º ano de uma Escola do município de Crateús – Ce. As ações com os estudantes consistiram em dinâmicas, aulas dialogadas, aulas expositivas e produção de maquetes e construção de um forno solar. Diante disso, destaca-se que a produção das maquetes e do forno solar, configuraram-se como estratégias eficientes na promoção do processo de ensino-aprendizagem dos estudantes. Ademais, como o uso da cartilha foi possível contextualizar as formas de energias, aproximando os conteúdos ensinados a realidade dos estudantes. Pelo vivenciado, nota-se que a utilização de um material de apoio, como a cartilha empregada para essa ação, caracterizou-se como uma importante ferramenta para superar as informações equivocadas dos livros didáticos referente à Caatinga, sobretudo, em relação à temática geração de energia nessa região.

Veja o artigo completo: PDF