Resumo Trabalho

ANÁLISE DA VARIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DE PIRANHAS – PB: SÉRIE HISTÓRICA DE 1911 À 2016

Autor(es): AMANDA MARIA FELIX BADÚ, KAIO SALES DE TANCREDO NUNES

Dotado de ampla variabilidade climática e alto potencial de recursos hídricos, o Brasil apresenta características que variam desde a Região Semiárida à Amazônica. De modo que a diversificada distribuição dos recursos hídricos não corresponde a demanda populacional, tornando-se vital para o desenvolvimento socioeconômico o planejamento do uso racional desses recursos. Sendo assim, estudos realizados para analisar o comportamento de variáveis climáticas como a precipitação, a partir de séries temporais de dados hidrológicos possui relevância na gestão de recursos hídricos, por se tratar de indicadores para direcionar medidas de mitigação dos impactos. No semiárido brasileiro, a irregularidade das chuvas chegam a condições extremas, refletindo em longos períodos de estiagem, responsáveis pelo êxodo populacional, tratando-se de um território vulnerável. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a variação pluviométrica entre 1911-2016 do município de São José de Piranhas, localizado no alto sertão paraibano. Os dados hidrológicos foram obtidos a partir da plataforma HidroWeb e da AESA, em seguida foram padronizados no software Excel, possibilitando a análise das séries históricas: chuvas totais anuais, chuva máxima diária anual e chuva totais mensais. Para tanto, foi possível observar que a variabilidade da precipitação mostra um regime de chuva rigoroso na área em estudo, onde o mês mais chuvoso é março, apresentando cerca de 233 mm de chuva. Esse estudo é relevante quanto à gestão de recursos hídricos, como meio a ser utilizado para definição de estratégias e metas de projetos, bem como ferramenta para prevenção de inundações, desgaste do solo e cheias.

Veja o artigo completo: PDF