Resumo Trabalho

PROCESSO GTAW: NOVAS TECNOLOGIAS

Autor(es): GEOVANNA VITÓRIA DA SILVA GONÇALVES, THALYNE KEILA MENEZES DA COSTA, DIVANIRA FERREIRA MAIA, JOMAR MEIRELES BARROS e orientado por MARCOS MESQUITA DA SILVA

A soldagem GTAW consiste em um arco elétrico estabelecido entre o eletrodo não consumível (de tungstênio) e a peça que será soldada. O arco e a poça de fusão formada serão protegidos do ar atmosférico por gás inerte que parte da tocha. Além disso a utilização do metal de adição (MA) pode ou não ser feita. Esse processo é considerado vantajoso, pois nele é possível controlar os níveis de energia cedidos à peça, além de boa qualidade, inexistência de escória e de respingos no cordão de solda. Já se esse processo for comparado a outros tipos de soldagem como GMAW, SAW etc, sua produtividade é considera inferior, devido sua baixa taxa de diluição, e consequentemente baixa velocidade de soldagem. Todo procedimento é realizado manualmente por um soldador, desde a movimentação da tocha à alimentação do arame (quando este é utilizado), então o resultado final também depende dele. Por esses motivos novos avanços tecnológicos foram aplicados à esse processo para garantir uma melhor produtividade. A primeira variação feita nesse processo foi a utilização do arame frio ("cold wire") como fonte de alimentação, porém não foi tão produtivo porque o arco perdia muita energia para fundi-lo e se tornava pouco eficaz. A alimentação passou a ser feita com o arame quente, que por ser anteriormente aquecido não necessita de muita energia do arco para ocorrer a fusão do mesmo, gerando uma maior taxa de diluição. Outra atualização desse processo foi o GTAW com multi-cátodos e adição de arame quente, realizado com mais de um eletrodo não consumível, aumentando a velocidade de soldagem. Toda essa mecanização do GTAW foi responsável por gerar altos níveis de produtividade e foram bastantes utilizados principalmente em construções de oleodutos e interconectais, diminuindo a quantidade de trabalhadores e reduzindo a quantidade de horas para a realização de todo o trabalho.

Veja o artigo completo: PDF