Resumo Trabalho

NOÇÃO SOBRE FITOTERAPIA DE GRADUANDOS DA ÁREA DASAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Autor(es): GABRIELE FERNANDA DA CONCEIÇÃO SANTOS, PEDRO AUGUSTO TIBÚRCIO PAULINO, CARMEM LÚCIA DE ARROXELAS SILVA, THAYUANNE SILVA DE MELO e orientado por DANIEL LEITE GÓES GITAÍ

As plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos são bastante utilizados pela população, e ganhou espaço na medicina como alternativa terapêutica disponível no Sistema único de Saúde (SUS). Porém, apesar dos avanços da aplicação dessa terapia, ainda há registros de uso indiscriminado e errôneo por parte da população. Assim, a capacitação e instrução a profissionais da saúde é uma das alternativas para promover o uso correto desta terapêutica medicamentosa, pois o conhecimento científico parte primariamente do âmbito acadêmico e é repassado para a população. Diante disto esse trabalho teve como objetivo verificar o conhecimento sobre fitoterapia dos alunos de graduação dos cursos da Saúde da Universidade Federal de Alagoas. Para isto, foi disponibilizado um questionário eletrônico com perguntas sobre fitoterapia para os alunos dos cursos de biologia, educação física, enfermagem, farmácia, medicina, nutrição e odontologia. As respostas foram então codificadas e criou-se um banco de dados no programa Microsoft Excel 2013. Participaram da pesquisa 221, a maioria deles são dos cursos de farmácia (26%) e biologia (25%). Destes, 54% acreditam que os medicamentos sintéticos são mais eficientes que os fitoterápicos. Foi observado que 87% nunca participaram de eventos sobre fitoterapia e apenas 37% deles possui o interesse em participar de eventos desta área. Assim, é necessário que haja atividades acadêmicas sobre fitoterapia de modo multidisciplinar para promover conhecimento e integração entre os alunos dos cursos da saúde.

Veja o artigo completo: PDF