Resumo Trabalho

ANÁLISE DO POTENCIAL POLUIDOR DE UM EFLUENTE DA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO ATRAVÉS DE CRITÉRIOS FÍSICO-QUÍMICOS: UM ESTUDO DE CASO DE UM POÇO PRODUTOR DO MUNICÍPIO DE MOSSORÓ

Autor(es): IGOR CORREIA DA SILVA, DAVI LIMA DE MEDEIROS, DANIELLY VIEIRA DE LUCENA, ANTONIO JOSÉ FERREIRA GADELHA e orientado por CLARICE OLIVEIRA DA ROCHA

A água produzida (AP) é encontrada nos reservatórios de petróleo e é originada das águas de formação, podendo conter também injeção de água (como água do mar). A AP também representa o maior volume de fluido da produção de petróleo e um descarte inadequado pode causar graves danos ambientais, como também dificuldades técnicas e prejuízos financeiros devido a problemas como corrosão e incrustações. Sua composição complexa a torna um efluente de difícil descarte e seu grande volume agrava a situação. A partir disto, esse trabalho busca avaliar aspectos físico-químicos da água produzida, visando contribuir para o desenvolvimento cientifico da área e preservação do meio ambiente. Alguns parâmetros físico-químicos da água produzida foram analisados, a partir de uma amostra de AP de um poço produtor onshore da empresa UTC engenharia, são eles: pH, condutividade, salinidade, alcalinidade, densidade e demanda química por oxigênio. Os resultados obtidos comprovam que é necessário um tratamento antes da AP desse poço ser descartada, pois a mesma não está em conformidade com a legislação brasileira em alguns de seus critérios.

Veja o artigo completo: PDF