Resumo Trabalho

GEAM FELIPE LIMA SANTOS , JONAS DA SILVA RODRIGUES, ALBERLÂNIA MARQUES NUNES

O presente estudo tem o intuito de avaliar diferentes visões a respeito da gestão democrática do ponto de vista dos próprios gestores, por estes estarem diretamente ligados a prática e a vivência pedagógica, busca entender a concepção de gestão democrática, e os principais desafios para que esta seja desenvolvida, bem como, nos levar a compreender como tem progredido a gestão escolar, relacionando conceitos, e confrontando-os com discussões vividas em sala de aula na disciplina de “Políticas e Gestão da Educação”, socializando os conhecimentos construídos, e as possíveis tensões encontradas na pesquisa. A pesquisa foi desenvolvida por estudantes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Centro de Ciências Agrárias (CCA) do curso de licenciatura em ciências biológicas, através das discussões vividas em sala de aula na disciplina de “Políticas e Gestão da Educação”. As informações foram extraídas por meio de questionários, que foram aplicados in loco, com quatro gestores das escolas do município Remígio- PB. De acordo com os resultados, podemos observar que os gestores A, B e D convergem no que se diz gestão democrática, quando elencam a comunidade escolar (Diretores, professores, pais) como integrantes desse tipo de gestão, e quando consideram a gestão democrática como um espaço de melhoria no ambiente escolar. Identificamos também que, apesar de saberem do que se trata o PPP, e como deve ser construído e avaliado, os gestores ainda generalizam suas respostas, e não tratam especificamente de suas escolas. Acabamos por entender que fica subentendido a presença desse PPP nas escolas avaliadas. Revelou-se por meio dos discursos que todos os gestores se preocupam em se reunir de alguma forma para discutir as questões referentes a descentralização dessas verbas, mas a problemática está no momento em que um dos gestores (gestor C), diz que “Chama todos os funcionários para uma reunião”, onde na verdade deveria haver uma consulta com o conselho escolar, e com os demais partícipes da comunidade escolar (incluindo pais e alunos) para que tudo seja decidido democraticamente. Ao tratar dos desafios da gestão escolar atualmente. Observou-se que o que mais se repete, destacando-se é “trabalhar com o mínimo de recurso financeiro”, “ensinar a quem não quer aprender”, “professores que colaborem para que a gestão aconteça”, “ a indisciplina dos alunos”, “falta de compromisso dos professores”, “e a culpabilidade recaída sobre os gestores unicamente”, além da própria “convivência” com os sujeitos na escola. Foi possível concluir através da pesquisa que, ainda há uma grande lacuna, no que diz respeito ao conhecimento dos gestores escolares sobre gestão democrática, Projeto Político Pedagógico (PPP). Consideramos ainda por meio da análise dos discursos, uma visão multifacetada, ainda muito generalizadas a respeito da democracia. Isso nos preocupa, pois, a democracia é a base para que haja uma educação de qualidade. A partir do momento que, os responsáveis por gerir e conduzir os trabalhos de uma escola democraticamente, desconhecem desse princípio, não sabendo pontuar exatamente como, e quem participa, pode-se afirmar que a qualidade da educação também se encontra comprometida.

Veja o artigo completo: PDF