Resumo Trabalho

JULIANA BRITO DOS SANTOS

O presente artigo foi elaborado a partir de um recorte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), intitulado: Estágios Obrigatórios: Contribuições para a Formação de Professores de Educação Física, para obtenção do título de Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). De acordo com os escritos no TCC, a formação de professores em Educação Física sofreu conforme o tempo mudanças significativas para área, saiu das margens do militarismo para ser tratada de forma pedagogizada nas escolas, assim como a formação dos demais profissionais de educação, mudanças foram necessárias nos componentes curriculares, em especial no componente de estágio, tornando-os assim mais significativos no processo formativo. O estágio ocupou importante espaço na reconfiguração da formação destes professores, constituindo em um importante momento formativo. Por isso, tendo em vista a importância do estágio, sobretudo nos cursos de licenciaturas, propusemos como objetivo geral identificar e analisar as contribuições das práticas do estágio obrigatório em ambientes escolares no processo de formação dos acadêmicos do curso de Licenciatura em Educação Física da UFRB, assim como conhecer, a compreensão do que significa o estágio obrigatório, as expectativas e planos profissionais destes acadêmicos. O estudo seguiu a abordagem qualitativa e como instrumento investigativo foi utilizado à entrevista semiestruturada. O roteiro norteador da entrevista se constituiu de 15 questões abertas, divididas em três blocos: compreendendo o estágio, relação com a escola e a importância do estágio. Contamos com a participação de 15 licenciandos, que tinham cursado os três estágios obrigatórios em ambientes escolares oferecidos pelo referido curso, um dos critérios para a seleção dos participantes, além de ser adotados nomes fictícios como forma de preservar a identidade de ambos. Para a elaboração deste artigo será utilizado o primeiro bloco desta investigação, compreendendo o estágio.

Veja o artigo completo: PDF