Resumo Trabalho

A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO FRENTE A AUSÊNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO ESCOLAR

PRISCILA GOMES DE OLIVEIRA, HANNAH CARLA DE JESUS BEZERRA, JULLYANY MARQUES DA SILVA

A família é a primeira instituição mediadora entre o indivíduo e o mundo, capaz de influenciar de forma significativa suas relações, especialmente no que diz respeito a educação. As diversas transformações políticas, econômicas, culturais e sociais provocaram uma alteração na dinâmica familiar e, consequentemente, afastou a família da vida escolar dos filhos. Considerando que o papel da família no processo educativo vai além da responsabilidade de inserir o indivíduo em uma determinada instituição escolar o presente trabalho tem como objetivo discutir sobre as causas da ausência familiar na escola, as consequências dessa dissociação e as possíveis formas de atuação e intervenção do psicólogo no contexto escolar a fim de ampliar o debate sobre esta. Para isso, realizou-se uma pesquisa de textos publicados entre 2007 e 2015, no Banco de Teses CAPES e na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), que concentra informações da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e do Scientific Eletronic Library (SciELO) utilizando como descritores “família”, “psicologia”, “educação” e “ausência”. Dos 114 trabalhos listados, apenas seis foram selecionados e analisados de forma qualitativa. Os resultados revelaram as principais causas da ausência familiar na educação escolar dos filhos, as consequências não só no contexto escolar, mas na vida do indivíduo e a contribuição significativa da Psicologia no processo ensino-aprendizagem. Por fim, espera-se que este trabalho possibilite uma reflexão frente a importância da presença familiar no desenvolvimento do indivíduo e que os psicólogos educacionais possam oferecer estratégias de atuação que possibilite maior interação entre pais, alunos e profissionais da educação.

Veja o artigo completo: PDF