Resumo Trabalho

A CERÂMICA NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL A PARTIR DE FONTES DE CRIATIVIDADE: UMA EXPERIÊNCIA DO CURSO DE ARTES VISUAIS DA FURB E PROJETO DE EXTENSÃO ITCP/FURB COM PORTADORES DE SOFRIMENTO PSÍQUICO

KALINKA CRISTINA CAETANO, LUCINEIA SANCHES

A discussão apresentada neste documento trata do ensino da arte do fogo, a cerâmica, como atividade de educação não formal desenvolvida pelo Curso de Artes Visuais e Programa de Extensão Universitária Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Universidade Regional de Blumenau (ITCP/FURB), financiado com recursos do Edital PROEXT, PRONINC/CNPq (Governo Federal) e PROPEX/FURB. A ITCP/FURB atua com uma equipe composta por docentes e discentes de diversas áreas de conhecimento, que assessora empreendimentos de Economia Solidária. Entre estes, a Rede de Saúde Mental, constituída por CAPS de Municípios do Vale do Itajaí. Professores e acadêmicos de Artes Visuais atuam com a intenção de que o projeto de extensão esteja vinculado e dialogue com os processos de ensinar e aprender do Curso. O objetivo principal é ensinar arte (cerâmica) para portadores de sofrimento psíquico. As aulas/oficinas acontecem semanalmente, no Laboratório de Cerâmica da FURB. Os procedimentos metodológicos (assim como o de outras oficinas vinculadas a este Programa) são continuamente, estruturados e apoiadas na abordagem triangular, embasada em três instancias, que permite o conhecer, o fazer artístico e o contexto histórico. Como resultados pode-se constatar através dos depoimentos dos aprendizes de cerâmica, no evento do Dia da Luta Antimanicomial (2016), que o contato com a arte e o espaço universitário promove melhoria na saúde. E as atividades por serem prazerosas proporcionam o diálogo e a interação entre os mesmos, também auxiliam na diminuição dos surtos, crises e internações, melhora a qualidade de vida e possibilita a inclusão social dos sujeitos envolvidos.

Veja o artigo completo: PDF