Resumo Trabalho

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

RULCYANNE LARISSA DE SOUSA SANTOS, RAYSSA RABELO PINHEIRO, JULIO CESAR FERREIRA ABREU

Este artigo tem como objetivo abordar o paradigma da Educação Especial, e para alcançar este intuito terá como base o documento elaborado no ano de 2008 pelo Ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial (essa secretaria foi extinta, atualmente suas ações estão vinculadas a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão) intitulado A Política da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. A Educação Especial é voltada para o atendimento e educação de pessoas com deficiências e transtornos globais de desenvolvimento. A Educação Inclusiva é o processo no qual todos os alunos, tendo eles necessidades especiais ou não, participem de escolas de ensino regular, estudando em uma mesma sala de aula, fazendo dela um espaço comum de todos, sem exceção. O Brasil iniciou a Educação Especial no ano de 1854 com a criação do “Instituto dos Meninos Cegos” (atualmente, “Instituto Benjamin Constant”), posteriormente foram criados diversos institutos voltados para essa modalidade de ensino que serão apresentados neste estudo. Também serão abordados os documentos que influenciaram para que a Educação Inclusiva fosse efetivamente iniciada, o número de pessoas com deficiências que estão matriculadas em escolas regulares e em escolas ou classes especiais, tanto da rede privada como da rede pública do país. A educação inclusiva ainda enfrenta algumas dificuldades, muitas escolas brasileiras não conseguem realizar a escolarização desse alunado com qualidade, há de levar em consideração aspectos importantes para alcançar essa meta, tais como profissionais especializados para dar apoio, acessibilidade nas escolas entre outros. É fundamental que todos os envolvidos tenham o entendimento que todos têm o direito a educação, sem restrição.

Veja o artigo completo: PDF