Resumo Trabalho

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS: O PIBID COMO INCENTIVADOR DAS PRÁTICAS ECOLÓGICAS E CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE POR MEIO DA AGRICULTURA SUSTENTÁVEL (HORTA) NAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MAT

JADIAELE CRISTINA BERTO DA SILVA.

Vista a grande degradação do meio ambiente devido às práticas incorretas, o presente artigo tem como objetivo mostrar a importância da Educação Ambiental nas escolas através de técnicas sustentáveis, como a agricultura sustentável (horta) e a agroecologia por intermédio do PIBID - da UPE Campus Mata Norte, sob a análise das escolas da cidade de Nazaré da Mata, onde o programa atua. Considerando esse método (a implantação da agricultura sustentável) um instrumento de ensino-aprendizagem, com o propósito de incentivar todo o corpo escolar à preservação do meio ambiente. Posto que, a partir da agricultura sustentável, ocorrerá um maior conhecimento, por parte dos alunos, das práticas ecológicas, e consequentemente, a sensibilização e preservação dos recursos naturais, e de um modo geral, ao meio ao qual vivemos. Tudo isso por meio de práticas corretas de manuseio do solo, através da perspectiva agrícolas sustentáveis, para que os alunos das escolas onde o PIBID atua, possam entender, de fato, de forma teórica e prática o que trabalha Educação Ambiental. Para que através da horta, venham despertar nos alunos atos reflexivos diante das práticas de cultivo que degradam o meio ambiente, aflorando a importância das técnicas agroecológicas perante o equilíbrio entre os seres humanos e a natureza. E que eles, enquanto cidadão, possam disseminar as práticas sustentáveis aprendidas no ambiente escolar, com os que estão a sua volta. Para isso, foram realizadas visitas e análises, fundamentando-se em obras da área da EA, entre outros, aos procedimentos desenvolvidos na estruturação da horta, do momento da teoria à prática, já que o projeto foi desenvolvido em quatro etapas. No qual, a partir dessas análises, viu-se que por intermédio da horta, todo o corpo escolar, e em especial os educandos, passaram a ter um senso reflexivo/crítico dos objetivos da Educação Ambiental.

Veja o artigo completo: PDF