Resumo Trabalho

THAYNÃ EMANOELA GUEDES CARNEIRO, MARIA DE FÁTIMA RAMOS DA SILVA e orientado por DRA. DELIANE MACEDO FARIAS DE SOUSA e orientado por DRA. DELIANE MACEDO FARIAS DE SOUSA

O presente estudo teve como objetivo, realizar uma análise acerca dos métodos pedagógicos utilizados pelos professores de escolas e creches do município de Buenos Aires, na região da Zona da Mata Norte, no estado de Pernambuco. Mais especificamente, os métodos de ensino aplicados no ensino de educação especial. O estudo avaliou as interfaces entre as concepções dos docentes sobre deficiência intelectual, práticas de ensino e qualificação para o ensino de educação especial e como isto pode influencia o processo de ensino-aprendizagem dos alunos com deficiência. A pesquisa foi de cunho exploratório e com abordagem quanti-qualitativa, utilizando como instrumentos de coleta de dados, tanto as entrevistas semi-estruturadas, quanto a observação sistemática. O estudo foi realizado no decorrer do semestre letivo, tanto em escolas quanto creches do município, contando com a participação de dez docentes que fazem o acompanhamento de alunos com deficiência. As observações realizadas em sala de aula foram de suma importância para obter um resultado mais amplo sobre as atividades realizadas e o tipo de mediação presente entre os professores e os alunos. Como principais referências teóricas, foram utilizadas a abordagem histórico-cultural de Vygotsky, o conceito de Tecnologia Assistiva de Bersch e Schirmer, estudos sobre diversidade de Carvalho. Os resultados mostram que os professores lidam com a problemática da falta de materiais necessários e a dificuldade na elaboração de atividades, bem como a falta de especialização no âmbito da educação especial. A importância do estudo se evidencia por contribuição para que os professores exerçam um papel de autor no processo de inclusão, firmando um compromisso e se familiarizem com a profissionalização na educação especial e a criação de mecanismos de ensino para um melhor desenvolvimento na aprendizagem desse público-alvo. Nessa perspectiva, destaca-se que só através da informação (conhecimento teórico) e formação prática (experiência), pode-se construir uma prática consciente, transformando o ambiente escolar excludente que ainda vigora. Ao investigar os espaços educacionais e as práticas pedagógicas neles exercidas, pode-se compreender o seu funcionamento e sua (in)eficácia, e assim, elaborar estratégias de intervenção eficientes e assegurem um dos direitos fundamentais de todo ser humano: a educação de qualidade

Veja o artigo completo: PDF