Resumo Trabalho

A CONTRIBUIÇÃO DA SALA MULTIFUNCIONAL PARA O PROCESSO DE INCLUSÃO DOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO ENSINO REGULAR

DIANA FACUNDE DOS SANTOS, RANIELLE MEIRE RAMOS TEIXEIRA

O presente trabalho retrata a realidade existente sobre a inclusão do aluno com deficiência intelectual no ambiente escolar. Isso porque, depois de vários anos da Declaração de Salamanca, que reconhece o valor e as potencialidades das pessoas com deficiência, ter ganhado as discussões sobre inclusão nas escolas, ainda se vê a enorme dificuldade em se trabalhar com alunos com deficiência, bem como o peso do preconceito que ainda permeiam o âmbito educacional. Nesse sentido, essa pesquisa tem como objetivo verificar quais são as principais dificuldades que os professores de Sala de Recurso Multifuncionais enfrentam para a inclusão de alunos com deficiência intelectual. Para isso, recorreu-se a uma pesquisa bibliográfica e, em seguida, a uma pesquisa de campo através de entrevistas, que revelaram que um dos principais motivos que impedem o professor de receber adequadamente a criança deficiente é a sua falta de formação adequada para lidar com esse tipo de clientela. Nosso trabalho pretende apresentar também, baseado nas considerações de Mittler (2003), Carvalho (2000) e Correia (1999) um panorama geral sobre a história da deficiência no Brasil e como ela vem, timidamente, sendo transformada em termos de aceitação por parte da população. Acreditamos que, a partir de uma reflexão por parte do professor que recebe a criança deficiente, pode-se esperar uma postura mais humana e mais acolhedora para com esse aluno, vendo-o como um indivíduo capaz e que pode ser dono de sua própria vida com segurança e autonomia. Palavras-chave: Deficiência Intelectual, Sala de Atendimento Educacional Especializado, Declaração de Salamanca, Pessoas com Necessidades Especiais, Deficiência Física.

Veja o artigo completo: PDF