Resumo Trabalho

A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: UMA ANÁLISE DAS PESQUISAS PUBLICADAS NO ÂMBITO DA CAPES

VANESSA HERCULINA DE SOBRAL

Este artigo inscreve-se no campo das discussões sobre o processo de ensino-aprendizagem no contexto de ciclos e de forma específica sobre o lugar que nele tem a avaliação da aprendizagem, partindo de uma compreensão de avaliação como elemento de articulação que incide na aprendizagem dos sujeitos envolvidos no processo (HOFFMANN, 1995; MÉNDEZ, 2002). Temos o entendimento da avaliação da aprendizagem enquanto dimensão formativa que constitui o processo de formação dos sujeitos no cotidiano escolar. Diante dessa perspectiva, utilizamo-nos de autores como Fernandes e Freitas (2007), Both (2008), Villas Boas (1998) e Fernandes (2011), entre outros, para mediar nossa discussão. Para refletirmos sobre a avaliação no contexto de ciclos nos ancoramos na Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 (LDB), na Resolução nº 7 de 14 de dezembro de 2010 que fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos, e em autores como Mainardes (2001) e Alavarse (2009). Este estudo tem por objetivo geral situar o modo como a avaliação da aprendizagem vem sendo discutida nas pesquisas depositadas no banco de dados da CAPES. É uma pesquisa de cunho bibliográfico e apresenta o mapeamento das produções acadêmicas que abordam a temática da avaliação da aprendizagem no contexto de ciclos. Nosso levantamento apontou que existem poucas pesquisas que tratam da avaliação da aprendizagem, especificamente, no Ciclo de Alfabetização, o que emerge neste trabalho como um forte indicativo da necessidade de se realizarem novas pesquisas inscritas nesse contexto, para que possibilitem a ampliação das discussões no cenário das produções acadêmicas – especialmente no âmbito da CAPES, enquanto um lócus privilegiado em termos de reconhecimento – e contribuam para a produção de novos conhecimentos no campo da Educação.

Veja o artigo completo: PDF