Resumo Trabalho

REJANE MARIA DA SILVA FARIAS, CARLA VALÉRIA FERREIRA TAVARES , JOSÉ CLÁUDIO AGRA DOS SANTOS e orientado por DR. MARCOS BARROS e orientado por DR. MARCOS BARROS

Este trabalho traça o contexto histórico em que viveu Marie Sklodowski (1890 a 1934), nos primeiros anos de sua infância na Polônia, aos anos de estudante nesse país. Pretende-se aqui elucidar a participação feminina num universo masculinizado como as Ciências do final do século XIX, início do século XX, tomando como ponto de partida a formação inicial que a cientista recebeu e as histórias vividas por ela e familiares no país de origem. Teremos como método de trabalho à historiografia, baseado no estudo de caso do legado da cientista, buscando como fontes de informações principalmente os manuscritos da própria Marie Curie, como também cartas e biografias de familiares e amigos que nos remeta a análise das dificuldades e perspectivas dessa cientista para realizar a pesquisa com elementos radioativos num mundo dominado pelos homens. Como cita Marie Curie: “Nada na vida deve ser temido. Deve ser apenas compreendido”. Esse é o pensamento que deve ser levantado no questionamento de que não existem habilidades baseadas em gênero ou divisão sexista. Um trabalho bem elaborado não dependerá das diferenças físicas entre os seres, mas do preparo cientifico e de um individuo peculiarmente adequado à tarefa. O estudo do legado dessa cientista nesse contexto não é entendido aqui como algo do gênero policialesco ou romântico, mas como um caso ilustrativo. Ele não nos servirá aqui para provar nada, nenhuma teoria ou modelo politico. O que convém aqui é termos uma pesquisa que nos permita analisar as dificuldades e as expectativas de mulheres que ingressam num ambiente predominantemente masculino.

Veja o artigo completo: PDF