Resumo Trabalho

A BIOALFABETIZAÇÃO NO ENSINO MÉDIO E SUAS ARTICULAÇÕES COM A PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR DE BIOLOGIA

PATRICIA DA CUNHA GONZAGA, LUIZ EDUARDO DAS NEVES SILVA

A bioalfabetização no Ensino Médio representa um processo necessário no contexto das escolas atuais, a fim de que os estudantes detenham saberes teóricos e práticos que, vinculados ao mundo vivo, permita a sua utilização no dia a dia, para enfrentar situações reais e problemáticas. O estudo apresenta, portanto, como objetivo geral, analisar a constituição da bioalfabetização no Ensino Médio de Teresina-PI na interface com a prática pedagógica dos professores de Biologia. Adota, como embasamento teórico, autores como Giassi (2009), Krasilchik (2011), Mendes Sobrinho (2006); Souza (2012), entre outros. Do ponto de vista metodológico, trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo descritivo-analítico-interpretativa. Tem como sujeitos 120 discentes do Ensino Médio e 10 professores de Biologia que atuam neste nível de ensino, em escolas públicas da rede estadual de Teresina-PI. Os dados estão sendo produzidos a partir de duas vertentes instrumentais: teste de verificação de conhecimentos e entrevista semiestruturada. Como resultado parcial do processo investigativo, percebe-se que a bioalfabetização no Ensino Médio público de Teresina-Piauí é fortemente influenciada pela prática pedagógica dos professores de Biologia, na qual os alunos do Ensino Médio apresentam-se nos níveis nominal e funcional, situação comum às escolas brasileiras, em que os alunos apenas reconhecem e memorizam termos, sem compreender o seu significado biológico.

Veja o artigo completo: PDF