Resumo Trabalho

A CONSTANTE DE PLANCK: UMA FORMA DE ENSINO DE FÍSICA MODERNA A PARTIR DA EXPERIMENTAÇÃO

RAFAEL SOUSA CÉSAR, LEONARDO TAVARES DE OLIVEIRA, FERNANDO MARTINS DE PAIVA

O processo de ensino e aprendizagem de conteúdos de Física Moderna, embora de modo reduzido, vem acontecendo nas escolas públicas de ensino médio. Porém, uma série de fatores têm dificultado a compreensão dessa vertente da ciência, a saber: a falta de professores com a devida formação em Física Moderna, ausência de aulas que implementam o paralelo com os acontecimentos históricos da ciência na época, a não alusão da física no cotidiano dos alunos, o pressuposto que Física Moderna seja algo direcionado apenas ao ensino superior e, também, a falta de equipamentos de laboratório para o desenvolvimento de atividades práticas. No referido trabalho, apresenta-se uma proposta de ensino da Física Moderna, em parceria com o laboratório de Pesquisa e Ensino de Física - LAPEF da Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iguatu - FECLI, que será aplicada aos estudantes de ensino médio das escolas públicas, na qual será ministrado aulas que elucidarão o conhecimento científico a partir de fatos históricos, acompanhada com experimentos de laboratório proporcionando assim uma aprendizagem expressiva através de elementos da vivência histórica, filosófica e da comprovação científica e suas alusões no desenvolvimento tecnológico. Em meio a isso, neste trabalho destaca-se as seguintes seções: Inicialmente trata-se de descrever a estratégia histórica e experimental para o ensino de Física Moderna. Neste caso, recebe destaque fatos importantes como: o nascimento da física quântica e o efeito fotoelétrico, onde surge novamente a constante de Planck. E, por fim, percorrido esse caminho conceitual e histórico, tem-se a descrição experimental da medição da constante de Planck.

Veja o artigo completo: PDF