Resumo Trabalho

CARLA TORRESAN e orientado por PROF. DRA. GELSA KNIJNIK e orientado por PROF. DRA. GELSA KNIJNIK

O presente artigo analisa o tema da origem do ser humano, em especial como as teorias do Evolucionismo e do Criacionismo se fazem presentes em quatro livros didáticos de História do 6º ano do Ensino Fundamental, integrantes do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), no ano 2014. Foram brevemente descritas as duas teorias, que atualmente têm maior circulação na instituição escolar e na sociedade: o Criacionismo e o Evolucionismo. Nessa descrição abordou-se o surgimento do Evolucionismo, com as pesquisas de Charles Darwin sobre a seleção natural e a evolução da espécie humana e o Criacionismo, contido no livro Gênesis da Bíblia, assim como críticas apresentadas pelos criacionistas à teoria da Evolução. A estratégia metodológica utilizada foi a análise do discurso, como concebida por Michel Foucault. Assim, as imagens e os textos foram analisados em sua exterioridade, por aquilo que dizem, não se tratando de questionar o que ocultam. A análise do material de pesquisa possibilitou concluir que os livros examinados apresentam diferentes abordagens, associadas ao posicionamentos e concepções de seus autores e também de suas editoras, sendo que três deles reservam espaço menor para a teoria do Criacionismo, que é considerada como um mito. A teoria da Evolução é referida como uma teoria científica e descrita de modo mais detalhado, tanto nos textos como nas imagens. Importante também destacar que a abordagem dada às duas teorias certamente tem impacto nas aulas de História. No entanto, é importante compreender que a posição dos professores em relação ao livro didático varia, sendo que muitos deles não o utilizam e outros o seguem como guias, inclusive para planejar suas aulas e estabelecer os conteúdos a serem trabalhados.

Veja o artigo completo: PDF