Resumo Trabalho

A ESCOLA: PODER, SABERES E DISCURSOS

IZAÍAS SERAFIM DE LIMA NETO, JOSÉ MARCOS ROSENDO DE SOUZA, JORRANA FERREIRA DE MELO, FLÁVIA MEIRA DOS SANTOS

O presente artigo, de caráter bibliográfico-crítico, objetiva discutir acerca do lugar discursivo da instituição Escola e de seus discursos por e nela produzidos. Neste sentido, buscamos trazer considerações acerca de conceitos da Análise de Discurso de linha francesa a fim de problematizar os ditos engendrados no sistema e nas práticas de ensino propagados comumente no fazer educativo como um todo. Diante disso, buscamos dialogar o lugar da Escola enquanto lócus discursivo sustentado pelas instituições (e saberes) das esferas Jurídica, Clínica e Religiosa do poder (discurso). Percebemos, diante disto, que os ditos no ambiente escolar ora segregam, ora elitizam os discentes, bem como busca torná-los cópias do cânone apregoado pela igreja. Então, a Escola (vista para além da sistematização de saberes feitos científicos) enquadra-se na esfera do discurso como “xerocopiadora” e castradora das peculiaridades dos alunos, tendo em vista seu papel normatizador (de base religiosa).

Veja o artigo completo: PDF