Resumo Trabalho

MICHELE DA SILVA GOMES, LUCINETE ALEXANDRE ALVES BANDEIRA, VALDINETE PEREIRA LOPES e orientado por ABRAÃO VITORIANO DE SOUSA e orientado por ABRAÃO VITORIANO DE SOUSA

O ato de ler implica uma transformação de conhecimentos, de pensamentos, de impressões de si mesmo e do mundo, assim, a leitura pode propiciar diversos olhares e contribuir para o desenvolvimento de uma postura crítica dos sujeitos. No que concerne à escola, sobretudo das primeiras séries, o papel de professor ocupa-se em incentivar o aluno a ler de diferentes formas que envolvam a construção de saberes através da interpretação e compreensão contínuas. Em contrariedade a esse prisma, algumas escolas ainda trabalham com a leitura voltando-se para habilidades mecânicas, a exemplo dos tais exercícios de interpretação de texto (interpretação de pontos isolados) e atividades que enunciem aspectos de pronúncia/decodificação. Partindo desse pressuposto, o presente trabalho objetiva apresentar o ensino de leitura nos anos iniciais do ensino fundamental, evidenciando seus principais desafios e perspectivas para uma prática significativa. Fundamentando-se nos Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (1997), em Picolli e Camini (2012) e em Isabel Solé (1998), realizamos uma pesquisa bibliográfica na condução de discussões e resultados pertinentes ao nosso tema estudado. Percebemos, no decorrer das questões levantadas, que para tornar nossos alunos verdadeiros leitores: o trabalho apenas com a ideia de converter letras em som é insuficiente, assim como utilizar o texto como pretexto para outras práticas. Devemos, desde o início do processo de aquisição da leitura, estimular os alunos a realizarem a leitura crítica tanto de textos, frases, imagens e outras formas que os alunos possam expor suas ideias, seu pensamento, sua compreensão sobre a leitura realizada. Precisamos construir em nossas salas de aula ambiente favorável e estimulante à leitura.

Veja o artigo completo: PDF