Resumo Trabalho

A FORMAÇÃO DE EDUCADORES EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: UMA FORMAÇÂO POSSÍVEL

MARIA DA LUZ DUARTE LEITE SILVA, ALBERT ÍTALO LEITE FERREIRA, FRANCISCO IGO LEITE SOARES

Este artigo objetiva refletir sobre a Formação de Educadores do (e para o) Campo na zona rural - Várzea Grande no Município de Lucrécia /RN. Essa formação se deu pela UFERSA - Universidade Federal do Semi-árido em Mossoró/RN. Como procedimento metodológico desta pesquisa, subsidiou-se de alguns aparatos teóricos, de um questionário destinado a duas professoras que participaram dessa formação. O Projeto envolveu quatro professores, mas, como forma de alcançar o foco, realizou-se um recorte. Como respaldo teórico cita-se: Santos (2013), Ghedin (2012), Molina (2011), Martins (2011), dentre outros que discutem a respeito dessa temática. Esta pesquisa surgiu da necessidade de conhecer se os professores do Programa Pró-jovem do Campo Saberes da Terra, serviu como paradigma norteador no desenvolvimento do referido Programa. Essa formação se deu durante dois anos, distribuídas em módulos de acordo com os componentes curriculares: linguagem e suas tecnologias (Língua Portuguesa e Inglesa), ciências humanas, (ciências e história), Ciências da natureza (matemática e ciências), e ciências agrárias. A carga horária da formação que se refere a esta pesquisa é de 2.400 horas. Além disso, os participantes da especialização recebiam ajuda de custo equivalente a trezentos reais mensais. Por fim, vê-se que com base nas falas das professoras que essa formação-Especialização não foi considerada basilar para o desenvolvimento do programa.

Veja o artigo completo: PDF