Resumo Trabalho

ANÁLISE DE UM TESTE DE FORMAÇÃO A POÇO REVESTIDO DA BACIA POTIGUAR

Autor(es): MARCIO MURINELLY JOSINO FILHO, JOÃO LUIZ PORFIRIO DA SILVA, REGINA CELIA DE OLIVEIRA BRASIL DELGADO, JARDEL DANTAS DA CUNHA e orientado por ANTÔNIO ROBSON GURGEL e orientado por ANTÔNIO ROBSON GURGEL

Na avaliação de formações geológicas, os testes de pressão são realizados com a finalidade de analisar uma significativa porção do reservatório em fluxo, objetivando principalmente determinar sua capacidade de produção. O teste de formação a poço revestido pode ser caracterizado como uma completação provisória, que se faz no poço e consiste em estabelecer um diferencial de pressão entre a formação geológica e o interior do poço, forçando os fluidos das rochas-reservatório a serem produzidos. Neste tipo de teste, são descidos equipamentos que tem como objetivo a verificação de dados que resultem em valores qualitativos e quantitativos referentes ao reservatório como por exemplo: pressão estática, permeabilidade, danos, barreiras e coleta de fluidos, culminando na tomada de decisão sobre a viabilidade econômica da exploração da jazida, ou então em medidas secundárias (abandono, estimulação, injeção de fluidos, entre outras). Desta forma, este trabalho consistiu em analisar os resultados referentes a um teste de formação de um poço revestido localizado na Bacia Potiguar. Para a interpretação e estimativa dos dados coletados, foi utilizado um software interno da empresa para interpretação, e os resultados foram disponibilizado pela empresa que solicitou o teste. De acordo com os resultados obtidos, foi possível verificar que o teste foi conclusivo, pois as aberturas e fechamentos das válvulas deram-se de forma satisfatória, onde foram estimados os seguintes parâmetros da formação: pressão estática, transmissibilidade, permeabilidade absoluta, dano à formação geológica próxima ao poço e detecção de uma barreira de baixa permeabilidade no reservatório. Também foi constatado que o poço não é surgente, ou seja, necessitaria de um método de elevação artificial para a produção de fluidos.

Veja o artigo completo: PDF