Resumo Trabalho

POTENCIAL USO DA AGUA PRODUZIDA SINTÉTICA COMO DISPERSANTE EM FLUIDOS DE PERFURAÇÃO AQUOSOS: INFLUÊNCIA NOS PARÂMETROS REOLÓGICOS DE FILTRAÇÃO E CORROSIVIDADE

Autor(es): JARDEL DANTAS DA CUNHA , ANA KAROLINE DE SOUSA OLIVEIRA, VICTOR AUGUSTO FREIRE COSTA, GECILIO PEREIRA DA SILVA e orientado por KEILA REGINA SANTANA FAGUNDES e orientado por KEILA REGINA SANTANA FAGUNDES

Na atividade de perfuração de novos poços os fluidos de perfuração desempenham papel fundamental, decorrentes as propriedades que são desempenhadas entre elas são: resfriamento da broca, remoção dos cascalhos gerados e estabilidade do poço evitando assim invasão dos fluidos da formação. Inúmeras características são indesejáveis aos fluidos entre elas: toxicidade, agressividade ao meio ambiente e corrosividade aos equipamentos da coluna. O desenvolvimento de novas formulações de fluidos visa solucionar exploração em maiores a profundidades dificuldades e/ou diversidade das camadas sedimentares. O trabalho tem como objetivo, determinar a influencia da água produzida sintética como agente dispersante de fluidos de perfuração base aquosa e sua influencia nas propriedades reológicas, viscosidade e propriedades corrosivas. Foi realizado um planejamento experimental 23, onde as variáveis foram à salinidade e o teor de óleos e graxas. Os fluidos apresentaram características reológicas positivas onde se concluiu que é um fluido pseudoplástico e que não ocorreram grandes alterações reológicas, assim como também foram avaliadas a viscosidade aparente e volume de filtrado, relacionando-as em uma superfície de resposta para melhor visualização dos resultados. Analise do potencial de corrosividade indicaram que a presença dos óleos e graxas presente na composição promoveram um deslocamento do potencial corrosivo com redução da taxa corrosiva.

Veja o artigo completo: PDF