Resumo Trabalho

SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE TENSOATIVOS DE ORIGEM VEGETAL VISANDO APLICAÇÃO NA QUEBRA DE EMULSÕES ÁGUA/ÓLEO

Autor(es): DIEGO RODRIGO QUEIROZ ALVES DE SOUZA, LARISSA BIANCA LEÃO SANTOS, THAIS AMARAL OLIVEIRA ALVES CRESPO, ANA KATERINE DE CARVALHO LIMA LOBATO e orientado por LUIZ CARLOS LOBATO DOS SANTOS e orientado por LUIZ CARLOS LOBATO DOS SANTOS

Desde o processo de extração do petróleo vê-se a necessidade da separação de emulsões que o acompanham, pois, as mesmas possuem uma grande concentração de sais, minerais e água que favorecem o aparecimento de problemas como corrosões e incrustações e assim causando danos nos equipamentos. Estas emulsões normalmente são provenientes da injeção de água em processos de recuperação do petróleo ou oriundas do próprio poço e a utilização de tensoativos é o método mais utilizado para a quebra dessas emulsões. Neste projeto, aborda-se a síntese de tensoativos biodegradáveis a partir de óleos vegetais (óleo de coco e girassol) e a caracterização dos mesmos. Para tal foi realizado os cálculos referentes aos índices de saponificação de cada óleo para assim analisar os resultados da reação de saponificação, por fim estes foram caracterizados quanto a densidade, tensão superficial e concentração micelar crítica. Os menores valor de tensão superficial e c.m.c foram encontradas para o óleo de coco onde atingiram valores de 21,8 mN/m e 0,00126 g/L de c.m.c., respectivamente. Com isso, o óleo de coco se apresenta como um tensoativo mais promissor para os ensaios de quebra da emulsão, quando comparado com o tensoativo de girassol que resultaram em valores de tensão superficial e concentração micelar crítica maiores.

Veja o artigo completo: PDF