Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE INIBIDORES DE CORROSÃO EM PACKER FLUIDS

Autor(es): LETÍCIA CARVALHO MACHADO, ANA CAROLINA ARAUJO ANDRADE, LUAN VITTOR TAVARES DUARTE DE ALENCAR, VÍTOR GAMA RODRIGUES e orientado por JOSAN CARVALHO DE F. FILHO e orientado por JOSAN CARVALHO DE F. FILHO

Fluidos de completação podem ser classificados packer fluids (fluidos obturadores), quando se apresenta nas condições de fluido estacionário no anular fechado entre o revestimento e a coluna de produção e isolado da zona de produção por um obturador. A seleção do sal a ser utilizado na composição da salmoura do fluido de completação se dá de acordo com a densidade necessária para o fornecimento de pressão hidrostática no poço. No entanto, a salinidade contida na solução provoca processos corrosivos nos equipamentos do poço, em que tem contato direto, são eles o revestimento, a coluna de produção e o packer. O combate à corrosão pode ser realizado através da aplicação de inibidores de corrosão. A seleção de um inibidor de corrosão para fluidos de completação não é uma tarefa simples, uma vez que estes sistemas mantêm-se isolados por longos períodos, portanto seu desempenho deve atender o tempo de atividade desejado, permanecendo o mais inalterado possível para assegurar a proteção do sistema. O presente trabalho apresenta a avaliação de eficiência do inibidor de corrosão para tais sistemas através de ensaios em células metálicas revestidas com os corpos de prova imersos num fluido obturador do tipo salmoura de KCl 2% (8,5 lb∕gal), submetendo-se a uma temperatura de 150º C durante sete dias corridos (168 horas). A metodologia é baseada na Norma Nace RP0775-2013 para calcular as taxas de corrosão através da perda de massa e espessura dos cupons de aço-carbono.

Veja o artigo completo: PDF