Resumo Trabalho

CARACTERIZAÇÃO DE ZONAS PRODUTIVAS E CORRELAÇÃO DE POÇOS A PARTIR DA INTERPRETAÇÃO DE PERFIS ELÉTRICOS

Autor(es): MARCUS VINÍCIUS NUNES LIMA ROCHA, LARISSA RAFAELLA BARBOSA DE ARAÚJO, FABRÍCIA MEDEIROS SANTANDREA, RODRIGO JOSÉ BEZERRA LIRA e orientado por VANESSA LIMEIRA AZEVEDO GOMES e orientado por VANESSA LIMEIRA AZEVEDO GOMES

A avaliação de formações possibilita a definição da viabilidade de produção de uma jazida petrolífera de acordo com o potencial quantitativo e qualitativo da mesma. Uma das atividades importantes da avaliação de formação é a perfilagem de poços, pois registra as formações geológicas que foram transpassadas pela operação de perfuração e mede as principais propriedades petrofísicas. A partir dos perfis elétricos é possível obter valorosas informações dos intervalos perfurados, tais como: porosidade, permeabilidade, saturação de fluidos e litologia, proporcionando a identificação da zona de interesse. Dessa forma, esse trabalho visa interpretar os dados de perfis elétricos de três poços e realizar a correlação estratigráfica dos mesmos, com o objetivo de detectar as zonas de interesse e possível desenvolvimento do campo. A partir da utilização do software LogView++ foi possível gerar e analisar, em conjunto, as curvas dos perfis elétricos: Raios Gama (RG), Potencial Espontâneo (SP), Neutrão (NPHI), Densidade (RHOB) e Resistividade (ILD) em função da profundidade dos poços denominados A e B. A correlação estratigráfica dos poços foi possível a partir da identificação das litologias baseado na análise do perfil RG e da identificação das zonas permoporosas e de baixa saturação de água identificadas pelas zonas de crossover das curvas dos perfis RHOB e NPHI e pelas deflexões das curvas dos perfis SP e ILD. Assim, a interpretação dos perfis elétricos e a correlação dos poços permitiu identificar se o desenvolvimento dos poços é viável, possibilitando a realização do planejamento para os processos subsequentes.

Veja o artigo completo: PDF